Jornada Literária Portal do Sertão - Ano 2012 - Buíque - Tupanatinga - Sertânia - Pesqueira - Arcoverde

APRESENTAÇÃO

 

Jornada Literária Portal do Sertão aproxima escritores e leitores para debater a produção literária no Estado

A 4ª edição do projeto acontece de 10 a 21 de outubro

 

O Sesc Pernambuco realiza, de 10 a 21 de outubro, a quarta edição da Jornada Literária Portal do Sertão. O projeto atua no processo de formação de leitores e estimula o surgimento de novos escritores. Este ano a jornada acontecerá em cinco cidades: Buíque, Tupatanatinga, Sertânia, Pesqueira e Arcoverde; além de 5 distritos: Carneiro, São Domingos, Cruzeiro do Nordeste, Mimoso e Caraíbas.

A cerimônia de abertura será no dia 10 de outubro, às 20h, na Arena das Letras, em Buíque, e contará com a presença da diretoria do Sesc Pernambuco e com a gerente da unidade do Sesc Ler Buíque. Na programação: uma conversa de Marcus Accioly, Helder Herik; cantoria de Edmilson Ferreira e Antônio Lisboa, e apresentação de Chico Pedrosa.

A Jornada reúne escritores, críticos e estudiosos da literatura pernambucana em oficinas, palestras, conversas com escritores, rodas de leitura, exposições, performances, lançamentos de livros e recitais. Exibições de filmes e espetáculos teatrais completam a programação gratuita. A novidade dessa edição é que cada cidade terá seu homenageado: em Buíque, Graciliano Ramos; em Tupanatinga, Lenice Gomes; em Sertânia, Waldemar Cordeiro; em Pesqueira, Ronaldo Correia de Brito; em Arcoverde, Raimundo Carrero.

A Jornada é um corredor cultural que promove o descentro e acessibilidade com a aproximação do leitor e do seu escritor, uma jornada feita para o leitor da literatura pernambucana. "Sempre me vi lendo, mas nunca tinha me visto conversando com o autor do livro que eu estou lendo. E isso é emocionante", com esta frase um jovem da cidade de Buique, no agreste pernambucano, sintetizou o seu sentimento em relação à Jornada Literária Portal do Sertão. "Dita assim, diretamente para um escritor, esta é uma frase símbolo, uma das tantas que eu já ouvi durante a realização das Jornadas nos anos anteriores. Pertencimento, apropriação de saberes, diálogo e principalmente protagonismo são motes que reverberam. Muita coisa é desconstruída para a partir do estado de instabilidade promover encontros, provocar leitores, estimular o surgimento de escritas por novos autores, dizer e escrever poesia, circulação de idéias pelas vias dos corredores riscados na geografia dos territórios de Buique, Tupanatinga, Sertânia, Arcoverde e Pesqueira. As Jornadas no calor-frio dos dias-noites são maratonas onde a palavra é dotada de múltiplos sentidos", declara José Manoel Sobrinho, coordenador de Cultura do Sesc em Pernambuco e coordenador geral das Jornadas.